segunda-feira, 6 de abril de 2009

Pela Hipocrisia.

A hipocrisia é o ato de fingir ter crenças, virtudes e sentimentos que a pessoa na verdade não possui. A palavra deriva do latim hypocrisis e do grego hupokrisis ambos significando a representação de um ator, atuação, fingimento (no sentido artístico). Essa palavra passou, mais tarde, a designar moralmente pessoas que representam, que fingem comportamentos.
Um exemplo clássico de ato hipócrita é denunciar alguém por realizar alguma ação enquanto realiza a mesma ação.

Fonte: Wikipedia [http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipocrisia]

Que se faça um OLA a hipocrisia que somos todos nós.
Levantando bandeiras, apontando dedos, apunhalando escolhas, sem sequer lutar por si próprio.
Quantos de nós não gosta de julgar o outro?
Esquecendo que temos três dedos apontados para nós, cada vez que enfiamos UM ÚNICO dedo no nariz de outro ser.

Me incluo nessa também.Faz pouco tempo que parei de julgar escolhas e comportamentos.

Depois de tanto julgar, comecei a ver o caminho que estava trilhando.

Quem somos para julgar?

Claro, existem coisas fora do padrão, onde o que temos que falar não é de julgamentos, e sim de atos medíocres e inescrupulosos. E certas coisas NÃO são perdoáveis.

Mas me dá um certo nojo ver pessoas que se acham acima das outras, e fazem questão de mostrar isso aos quatro cantos. Acredito que isso se chama de "imaturidade emocional." Pessoas que não estão prontas para encarar sua própria realidade.

É, porque a própria realidade dói, ainda mais quando fantasiamos tudo o que queremos e mais ainda, o que não queremos. E descobrimos que tudo é um imenso faz-de-conta, usado para disfarçar/camuflar sentimentos.

Além de nojo, sinto pena. Pena da incapacidade que muitos temos de não aceitar o diferente, de não aceitar que nem tudo o que as pessoas fazem, é aquilo que você pensa que elas fazem.

A mente humana é um imenso ponto de interrogação. E quando pensamos ter certeza das coisas da vida, a vida faz coisas conosco que nos prega uma bela surpresa.

Então, seria melhor levantarmos uma bandeira e dizer: "o que me faz feliz? sou uma pessoa de verdade? sou uma boa amiga, filha, irmã, mulher? por que reparo tanto nos outros? será que é por que os outros reparam tão pouco em mim? ou me criticam demais?"

Todos temos problemas. Todos temos medos. E todos temos fraquezas. Mas somos infinitamente guerreiros.

Que tal levantar a bandeira do seu EU ?

3 comentários:

  1. Falando por mim mesma, eu acho muito difícil deixarmos de julgar. Pela própria natureza do ser humano, que sempre acha mais fácil ver os erros alheios do que os próprios erros.

    E o nosso dever aqui nesse mundo é julgar, estamos a todo momento julgando. Julgamos o que pode ser bom pra gente, julgamos o que queremos do futuro, julgamos as nossas próprias atitudes, e acabamos passando esses julgamentos aos outros.

    Eu não acho ruim julgar. Acho ruim quando a gente faz tanto isso, que acaba esquecendo de olhar pro próprio umbigo. Mas acredito que esse tipinho de gente já esteja bem isolada em sua bolha: ninguém aguenta conviver com esse naipe por muito tempo.

    ResponderExcluir
  2. Van,
    Descobriu o meu mais secreto segredo. espero que guarde só com vc tá.
    Ninguém do trabalho sabe, o blog é algo só da vida privada.
    Seja bem vinda sempre.
    Bjos

    ** Acabo de me tornar a sua seguidora

    ResponderExcluir
  3. É guria, muitos perdem o senso entre a crítica e o julgamento. Mas acho que em toda época histórica as pessoas acabam julgando por terem certas crenças e valores dos quais não dá pra não se desligar. Mas acho que o maior erro está em julgar sem achar que está sendo julgado, pois quem não tem teto de vidro pode atirar a primeira pedra, mas todos nós temos!
    O lance acho que é sempre lembrar disso.
    mas eu acho que esse pensamento tem muito a ver com o pensamento das pessoas que vivem em cidades tão grandes quanto as que vivemos, em que muitos parâmetros já não existem...
    É, esse tema é bem complexo!
    Mas confesso que me irrita MUITO quem fica o tempo inteiro julgando o outro. Tento, por outro lado, compreender os outros... Mas não dá pra dizer que também não julgo, pois acho difícil alguém não emitir julgamentos sobre outros, mesmo sabendo que somos muito falhos!
    Bjus xuxu, consegui aparecer, enfim!!! ^^

    ResponderExcluir

Valeu pela visita!