domingo, 24 de abril de 2011

But if you try sometimes you might find you get what you need!

Domingo de Páscoa, 24 de Abril de 2011, 20h12.

Foi ao som de Rolling Stones, You can´t always get what you want, enquanto via o último episódio de Californication, que percebi um pouco mais onde estou, na vida.

Californication é uma série de TV que conta a história de um cara, que tem tudo pra ser o fodido, mas que acaba fodendo com a própria vida, pois é um ser perdido.
Qualquer semelhança, não será mera coincidência em minha vida! rs

Tive que sair da minha zona de conforto, largar algumas coisas para trás, fugir do meu passado e de quem eu era, pra voltar atrás e tentar me redescobrir novamente.

E descobri que não preciso julgar, apelar, dramatizar ou chantagear ninguém. Eu não sou auto-suficiente, mas eu me garanto.

Não sabia disso: sempre me achei dependente, sempre busquei essa dependência, e tenho sempre uma ajuda divina para que as coisas entrem no eixo e eu possa recomeçar novamente (sempre que me vejo perdida e sozinha!).

Tô longe de saber quem eu sou, pra que eu vim e porque eu tô aqui. Mas né? Eu tô, e não quero que a vida passe apenas por mim. É por isso que vez ou outra, eu brinco com fogo.

Estou perto de fechar um ciclo muito forte na minha vida, e não sei se vou ser capaz de efetivamente fechá-lo. Entender o que a gente faz, o que a gente busca, o que a gente quer, não é uma missão fácil.

Nesse exato momento, eu tô querendo realmente amadurecer. Agir como uma adulta de 31 anos, responsável por minhas escolhas, e em paz no lugar que chamo de lar. Amar o que eu tenho, amar o que me chega de presente, e entender do que não mais preciso.

E esse ciclo, que deve ser fechado, chegou meio que como um presente, e talvez seja hora de uma nova fase, e não de um novo envolvimento. Acontece que nem sempre faço o que tenho que fazer, e isso me assusta. De uma vez por todas, eu preciso parar de escolher o sofrimento como meio de vida. Ter paz é rotineiro, mas é um alívio para quem vive na corda bamba.

Arriscar é preciso, cometer os mesmos erros sempre, já não.

Pois se essa é a hora do novo, que o novo chegue logo e torne minha vida melhor. Que eu me torne renovada, que eu me abra realmente para o que mais busco, e que isso não demore muito, para que eu não tropece novamente nos meus pés. Que eu permita que só se aproxime àqueles que podem trazer coisas BOAS e vitais para minha vida. Que meus valores sejam cada vez mais puros e minha força de vontade seja a mais forte de todas as vidas que já tive. Que eu tenha exatamente o que preciso para continuar, e que o que eu queira seja uma vontade do coração e mente.

Que eu também entenda a necessidade dos meus, a vontade deles e a forma deles me quererem bem. Que a mágoa não entre mais em meu peito e o perdão seja realmente uma escolha de vida. Que eu saiba separar o bom do não tão bom e que a vida seja boa para os que escolheram compartilhá-la ao meu lado.

Que essa nova fase que se inicia, seja repleta de tudo que mereço e planto, e por favor, eu repito pra mim mesmo, que eu plante só coisas boas, porque tá passando da hora de plantar à esmo.

E que a gente consiga ver que não é porque a gente não tem o que a gente quer, que não temos o que a gente realmente precisa ... para seguir em frente!

Good vibrations!

E que venha o novo!